14/01/09

estranha contradição, não?...

Há momentos na vida em que temos de tomar decisões. São sempre momentos angustiantes, que nos provocam alguma ansiedade e nervosismo. Especialmente, quando pretendemos ser completamente objectivos, isentos de erro, perfeitos. De um lado temos a nossa consciência a tranquilizar-nos sobre a inexistência real da perfeição. Do outro, temos o espelho a reflectir a imagem daquilo que na verdade somos. Porque todos nós temos dois lados, um quase perfeito e outro escandalosamente imperfeito. Um lado em que somos sumidades, outro em que não passamos de meros ignorantes. A maioria das vezes nem nos apercebemos de quão diferenciados são os nossos dois lados, é como as nossas mãos, à primeira vista são apenas duas mãos e no entanto, opostas.

Mas dizia eu, que há momentos na vida em que temos de tomar decisões e nessas alturas deparamo-nos com a necessidade de avaliar. Avaliar os prós, os contra, os meio-termo, os mais à esquerda e os mais à direita. Só nessas alturas nos apercebemos da real dificuldade em aplicar o sentido da palavra avaliar (ou ser avaliado) e, contudo, é o que mais fazemos no nosso dia-a-dia…

Estranha contradição, não?





mas eu confiei em vós e vocês confiarão agora em mim, eu sei! boa sorte!



2009-01-15 - Parabéns e Obrigada! :)


48 comentários:

DANTE disse...

Será uma contradição ou será isso sermos humanos?
Não vale a pena lutar contra as dúvidas mas sim pelas decisões tomadas e viver com elas.

Jokas :)

Paulo disse...

Eles também sabem que tu os preparaste bem e confiam em ti.

bjs miúda

Salto-Alto disse...

Concordo que seja uma contradição. Ou tão só uma reflexão ponderada... Sei que reconheço em mim muito do que escreveste, e muito bem! :) Beijinhos!

Teté disse...

Essa comparação das mãos é muito boa: elas aparentemente são idênticas, mas realmente usam-se de forma diferente, normalmente uma mais que outra... Um pouco como os dois lados do Eu, de que falas!

Mas o ser humano é muito contraditório mesmo! :)

Beijocas!

PreDatado disse...

E o problema maior é quando essa tomada de decisão é sobre algo que está mais próximo do nosso lado imbecil do que do nosso lado sumidade. A probabilidade de erro é muito maior. E muitas vezes nem conhecemos alternativas.

Rafeiro Perfumado disse...

Fala por ti, eu estou de mal com a minha parte ignorante. Estava a começar a ser demasiado dominante para o meu gosto...

Sam disse...

Não me digas que estás a pensar fazer uma daquelas operações ás mamocas e assim...olha que Tunning é crime!
lol
beijo doce???

I.D.Pena disse...

O segredo está na virtude.

francis disse...

mais vale tomar uma má decisão do que não tomar nenhuma e ficarmos parados.

PAULO LONTRO disse...

A decisão tende a nunca ser má!
A decisão (retirando a demência, e mesmo aí...) é a escolha de um caminho, mesmo que nos pareça um bom caminho depois de todas essas avaliações, pode mais tarde, revelar-se um caminho problemático, assim como um caminho que nos pareceu infeliz mais tarde pode revelar-se um caminho muito positivo.
O problema que surge nestas alturas é a espera, o tempo de avaliação. Temos consciência que devemos escolher um caminho correcto mas que tiver dificuldade em aceitar o risco tende a demorar muito tempo na escola e os graus de ansiedade aumentam.
Tendencialmente eu subscrevo o comentário que diz que, mais vale uma má decisão do que a não decisão, o risco é de facto maior mas os danos causados pela ansiedade do tempo de escolha e o medo do risco não são por nada pequenos.

Ricardo disse...

Uma decisão, pode mudar, toda uma vida...

Beijo

escarlate.due disse...

talvez ambas as coisas Dante :)
jokas

escarlate.due disse...

e neste momento, Paulo, estou super orgulhosa deles!!! Mereceram!!! :D

escarlate.due disse...

talvez seja isso, Saltinho, uma reflexão :)
beijinhos

escarlate.due disse...

no meu caso, Teté, uma tanto como a outra :P
beijocas :)

escarlate.due disse...

errar também faz parte do processo da vida, PreDatado, mas creio que desta vez acertamos em cheio :)

escarlate.due disse...

e já deixou de ser Rafeiroso? xxxiii quem diria :P
beijinhos :)

escarlate.due disse...

não, Sam, estou satisfeita com o que sou!
doce beijo :)

escarlate.due disse...

acha mesmo que o segredo se chama virtude, I.D.Pena?

escarlate.due disse...

nesse ponto estamos de acordo, Francis

escarlate.due disse...

tem razão, Paulo, mas há tempos de espera que são inevitáveis.
neste caso, tudo valeu a pena :)
beijinhos

escarlate.due disse...

e muda mesmo, Ricardo! :)
beijo

Nilson Barcelli disse...

Pior que uma má decisão, por erro de avaliação ou outra causa qualquer, é uma não decisão, eventualmente ainda pior se esta se verificar por não avaliação.
Avaliar só é difícil se nos recusarmos em usar essencialmente o nosso lado racional. Mas, antes de avaliar, é necessário reunir os dados e os factos. Sem isso não há decisão fundamentada.
Beijo.

Pedro Barata disse...

Gostei muito do texto, de facto estamos sempre a avaliar, mas quando sentimos a obrigação de avaliar complica...
Beijocas (espero que gostes mais dos ferrero do que do bolo-rainha) lol

Skywalker disse...

Vale mais uma má decisão, mesmo que muito ponderada do que não decidir nada. A maior parte dos resultados das más decisões podem sempre ser corrigidos no futuro.

Beijokas

escarlate.due disse...

neste caso Nilson, dados e factos foram muito bem reunidos e a avaliação foi mais que positiva :)
beijo

escarlate.due disse...

Claro que complica Pedro, mas o "complicado" faz parte da vida e faz-nos crescer

escarlate.due disse...

concordo, Skywalker!
beijokas :)

Sofá Amarelo disse...

Vai fazer um ano no dia 28 de Janeiro que passei a avaliar cada situação, cada momento, cada sentido - algo me «obrigou» a isso e resultou no... ano mais intenso da minha vida, não sei se o melhor mas o mais intenso foi... bom, e se calhar o melhor mesmo!!!

escarlate.due disse...

Fez 8 anos no dia 7 de Junho que passei a avaliar cada pormenor, cada insignificância, com muito mais atenção, Sofá, "algo" me obrigou a isso... desde esse dia tive a certeza que todos os dias são "o melhor"!! :)

vício disse...

nem todos têm essa consciencia! ainda há alguém que se julga perfeito e nem o espelho lhes mostra que não o são!

Miriamdomar disse...

Se ao avaliarmos, tivessemos todos, essa preocupação, de sermos objectivos e isentos de erros !Podes crer que a humanidade ,estaria muito mais evoluida!
Bjs

Sam disse...

Beijo doce e bom fim de coiso amiga!

bjecas disse...

Há aqueles que são perfeitinhos por fora e todos manhosos por dentro e versa-vice.

Agora vou ali avaliar um bife...

Jocas pá

\m/

NunoSioux disse...

-Como me revejo em cada palavra!
-Mentiroso revês o quê!?!
-A sério as vezes acho que tenho duas faces dentro de mim...
-Sim, e eu sou a mais bonita!
-ahhhhh, é pena a alma não ter espelhos!
-Já olhaste bem para ti?
-Não! E tu?
-Tambem não..................
-Pois.......
-O que é um espelho?
-Não sei pah mas hei-de descobrir isso....


;)


Ps: Se criei um Deus dentro de mim, o que achas que vêm a seguir?
As vezes parece que me adivinhas!!!


Beijo!

mfc disse...

Andamos sempre num equilíbrio precário.

escarlate.due disse...

não têm culpa Vicio, é defeito de fabrico do espelho. o teu está bom ou nem por isso? :P

escarlate.due disse...

não tenho dúvidas, Miriam, perfeitos não somos mas podemos tentar toda a vida
beijinhos

escarlate.due disse...

bom fim de coiso amigo e beijo doce :)

escarlate.due disse...

eu não sei porque não vasculho entranhas mas se tu o dizes...

e o bife era de porco? :P
beijinhos :)

escarlate.due disse...

e depois achas que exagero quando afirmo que brincas com as palavras
pois pois
beijinhos, Nuno :)

escarlate.due disse...

porque vivemos, MFC, não?
:)

Vanda Paz disse...

Pois, avaliar e escolher é nossa rotina diária, muitas vezes inconsciente.É como escolhermos o caminho da vida.

Beijos

Grão Vizir disse...

Há sempre uma parte chata devido ao ser humano ser um pouco mais inteligente que os outros animais da Terra, pensamos demasiado por vezes lol...

Alien David Sousa disse...

Nós temos de tomar decisões, fazer escolhas desde o momento que nos levantamos até ao momento em que nos deitamos. Começamos logo por decidir o que vamos tomar ao pequeno-almoço e por aí adiante. Claro que são pequenas escolhas, mas também estas podem mudar o curso do nosso dia...mas não vou entrar por aí.
Nós somos seres imperfeitos assim, por mais que nos esforcemos as nossas escolhas nunca podem ser perfeitas, podem ser as mais adequadas perante determinada situação,mas, se fossemos perfeitos acertavamos sempre e teriamos uma vidinha santa.A avaliação que fazemos da nossa vida é como seres imperfeitos que somos e o caminho que escolhemos deriva desse mesmo facto.

Para finalizar, acho que sabemos que fizemos as escolhas certas se no final do percurso, os momentos bons forem em maior número do que os momentos maus.

Saudações alinígenas

escarlate.due disse...

pois é Vanda, mas tarefa dificil, não?!
beijinhos

escarlate.due disse...

também é verdade, Grão :)

escarlate.due disse...

essa tua finalização... ui
:)
estou satisfeita com a minha balança
:)