01/04/09

era uma vez...


Esta, como a maioria das histórias, também começa por: era uma vez...


Era uma vez o sr assistente. O sr assistente é um espécime com características muito próprias. Tem ar de quem acabou de sair da incubadora. Desde pequenino se habituou a ser elogiado pelo seu elevado desempenho. É, normalmente, inteligente e possuidor de grandes capacidades, embora ainda não tenha a certeza o que fazer com elas, sabe estudar e, por enquanto, talvez seja mesmo a única coisa que sabe fazer, mas que lhe valeu as notas de relevo em pauta e a escolha para a nova função.

Frequentemente de nariz empinado, aspecto arrogante, voz altiva, apresenta-se como ser superior, que sabe estar ainda longe de ser – alguns srs assistentes nunca o serão… Desconhece por completo que ainda não é “um” mas sim um possível “projecto de” e que o giz instalado na sua mão não é chumbo para caçadeira e nem os seus interlocutores são carne para canhão. Contudo teme-os como tal, consciente que os seus deslizes são perceptíveis e alvo da imensa chacota daqueles jovens sonhadores de hormonas à flor da pele, capazes das maiores atrocidades.

Um dia das duas uma: ou o sr assistente percebe que não tem jeitinho nenhum para a coisa e alguém, com um mínimo de discernimento, transforma o “projecto de” em projéctil e o encaminha noutra direcção; ou, pelo contrário, até sobressai o “jeitinho para a coisa” e ainda prova que descobriu o que fazer com todas as suas capacidades, perde a insegurança, atira-se de cabeça (ou de pés, tanto faz, desde que se atire). Nesse dia, acreditem, inicia-se o funeral do sr assistente e, talvez, nasça um bom professor!


Depois… não casaram e viveram felizes para sempre… mas… era uma vez…



Até lá, não sejam mauzinhos com ele e rezem (muito!!) que não o seja convosco


42 comentários:

apleman disse...

Tás a dar a rabocada alguém ou é no geral??

Bom dia... kiss

calamity jane disse...

Pois boa pergunta...

vício disse...

com engenheiros passa-se algo parecido! tirando a parte da avaliação...

escarlate.due disse...

se o chapéuzinho servir em alguma cabeça...
:P

bom dia Aple :)

escarlate.due disse...

pergunta Calamity?

escarlate.due disse...

passa-se algo identico em todos os cursos
(oh Vicio ali não há dessa avaliação que falas)

Cão(somente) disse...

Conheço o género.
A arrogância do berço d'oiro leva tudo à frente... mas a verdade é como o azeite: vem sempre ao de cima.

Beijinho.

osbandalhos disse...

Assim, ler comédia dá gosto. Bravíssimo!!

Capitão Merda disse...

O que mais há é professores doutores "feitos" que, na essência, não passam de assistentes rascas...

Maldonado disse...

Infelizmente espécimes desse tipo não são de todo raros no ensino superior... :(

escarlate.due disse...

hum... não creio que aquela seja uma arrogância de berço de oiro, mas apenas uma forma (talvez errada) de defesa

beijinho Cãozito

escarlate.due disse...

os seus gostos, OsBandalhos... hum...

escarlate.due disse...

também os há muito bons, Capitão.
como em todas as profissões, existe de tudo um pouco

escarlate.due disse...

pois não Maldonado, mas eu acredito que vai melhorando se todos contribuirmos para isso

Teté disse...

Curiosamente, "aves raras" dessas há em quase todas as funções ou profissões...

Às tantas parece que têm o rei na barriga! Mas ar e vento, cada qual toma o que quer... :)

Beijocas!

Pedro Barata disse...

Vamos esperar que ele entre nos eixos e possa tornar-se um professor... bom!
Beijocas

bjecas disse...

Uma semana a dar aulas no tal contentor/escola da ciganagem e passava-lhe logo a mania...

Jinhos miúda

\m/

Skywalker disse...

Todos temos que começar de alguma forma. O tempo dirá se realmente é um diamante em bruto ou um verdadeiro calhau.

Beijokas

escarlate.due disse...

claro que há Teté, mas muitas vezessão apenas o sinal da insegurança de quem está a começar, não achas?!
beijocas

escarlate.due disse...

acredito que sim, Pedro, até porque fazem falta!
beijocas

escarlate.due disse...

oh Bjecas, no contentor/escola da ciganagem, também os encontras assim

jinhos miúdo :)

escarlate.due disse...

espero que a maioria sejam os diamantes que estão a fazer tanta falta, Skywalker
beijokas

calamity jane disse...

Se estavas a dar a rabecada em alguém.

escarlate.due disse...

nem rabecada nem rebocada nem coisa nenhuma que eu a esses não prego rebocadas aqui :)






(às vezes lá sai uma aos que estão do outro lado do filme lol mas acabamos a divertir-nos com isso)

Paulo disse...

Em cheio!

Mas continuas com a mania de procurar justificações para tudo e esperanças em todos, isso tem cura?

escarlate.due disse...

não!
:P

vai trabalhar pah!! :)

Desambientado disse...

Essa não se aplica só ao senhor assistente, pois há por aí projectos de professores universitários que também se passa o mesmo com eles, porém há algo de comum nesses dois estereotipos, ou só um, consoante se agrupe ou não os dois na mesma categoria,qualquer dia rebentam de tanta sabedoria.

susana disse...

ai tantos senhores assistentes que por aí andam... mas a maior parte das vezes não se auto-consideram assistentes... esse é um titulo muito pequenino para tão amadas pessoas... gostei:)
Um abraço para ti escarlate!
beijinho
su

eu disse...

O assistente é mesmo isso, mas por vezes, não o conseguem ser, (a maioria diga-se), e por isso é melhor esperar para ver se quem escolheu o assistente, percebe que este não o estará a assistir convenientemente.
Estas coisas das assistências tem muito que se lhe diga, e quando não se assiste bem, habitualmente, não se casam e não vivem felizes para sempre... :))
Beijinhos

francis disse...

hoje em dia toda a gente, quase toda, se acha a ultima coca cola no deserto.
falta-nos muita humildade.

Å®t Øf £övë disse...

escarlate,
Eu sempre ouvi dizer que se queres realmente conhecer o caracter de uma pessoa, basta promovê-lo e logo se vê se tem o dito caracter ou não. Se ao ser assistente já há quem seja assim, eu dúvido muito que algum dia dê em bom professor.
Beijinhos.

escarlate.due disse...

não sejas mauzinho, Desambientado, até porque espero que nenhum rebente perto de mim que não me agrada essa nhanha toda a salpicar-me
:P

escarlate.due disse...

nem todos Susana, nem todos
:)
beijinho

escarlate.due disse...

ah pois, quando não assistem bem não há casamento nem felicidade para ninguém, Eu
:)
beijinhos

escarlate.due disse...

isso também é verdade, Francis

escarlate.due disse...

hum... pois eu não duvido assim tanto Å®t, tal como disse já vi alguns começarem assim e quando finalmente perdem a insegurança inerente à falta de experiência, ao receio, à necessidade de provar, é então que se revelam cheios de potencial e o aproveitam.

beijinhossss

Salto-Alto disse...

Há tantos assim! :S Não há pachorra!

Alien David Sousa disse...

Bonita história, teve momentos de pura genialidade ;)Pena acabar mal :/ Beijinhos

escarlate.due disse...

claro que há pachorra, Saltinho :)

escarlate.due disse...

:) achas mesmo que acaba mal Alien? nem tanto :)

shark disse...

Vais arranjar muitos amigos com esse feitiozinho, vais...
:)

escarlate.due disse...

mas Shark, mesmo que não os arranje, já tenho muitos!! e bons!! :P