19/05/10

Estou francamente feliz com todas as medidas governamentais!

Claro que estou!

Há uns tempos atrás estaria a X anos da reforma, agora estou a X+Y. Ou seja, há uns anos eu estive a meio da carreira e agora volto a estar o que, por conclusão lógica, significa que rejuvenesci. Só posso ficar contente!

Além disso sinto-me felicíssima em pensar que quando chegar ao X+Y só me é exigida uma certidão de óbito para aceder directamente à reforma e não serei atingida pela próxima medida a implementar, que exige o documento comprovativo de transladação de ossada. Só posso ficar feliz!

Entretanto vou passar a ter um desconto acrescido de 1.5%, mas fico radiante por saber que não serão cobrados retroactivos ao inicio do ano ou, quem sabe, ao tempo em que brincava com bonecas, ainda que preferisse berlindes e carrinhos ou, o que seria ainda mais lógico, retroactivos ao tempo em que a minha mãe ainda andava em período de gestação. Apraz-me saber que nunca me serão cobrados retroactivos de impostos sobre o tempo em que eu não passava de um mero espermatozóide à procura de poiso. Só posso sentir-me tremendamente radiante!

Além de que todas estas medidas contribuem para que deixe de moer o juízo a pensar sobre o que vou vestir já que até mesmo a tanga será abolida. Afinal, a Sr.ª professora estava apenas a antecipar-se numa atitude inovadora que deve caracterizar a classe docente. Isto deixa-me, obviamente, satisfeita!

Por outro lado, agrada-me ter a certeza que serão os cidadãos trabalhadores que pagarão obras alucinadas como aquela que transportará rapidamente não sei quem a uma cidade onde poderão depois dirigir-se ao aeroporto mais próximo e seguir viagem, enquanto nós, os tais cidadãos trabalhadores, por cá ficaremos com obras de somenos importância e perfeitamente estúpidas e inúteis como as de permitirem que facilmente outros cidadãos atravessem uma porcaria de um rio. Façam-no a nado e sejam felizes!


26 comentários:

Ana disse...

Eu acho que andamos todos tão contentes com estas medidas que o melhor eram juntarmo-ns todos e fazermos uma rave de tanguinha além para os lados de S.Bento. Podíamos até levar umas vuvuzelas, já que estão na moda... ou talvez umas bazucas, não?

heretico disse...

sorio

humor como forma de denuncia...

gostei. muito

beijo

Paulo disse...

E depois nós é que somos malucos?
Tu não bates bem miúda!

Beijo

Vip merda disse...

Em meu entender, um comendador morto é sempre melhor que um comendador vivo. O comendador é sempre um gajo muito rico. E um gajo muito rico é, SEMPRE, um gajo que conquistou a fortuna à custa do suor, sangue e lágrimas do seu semelhante.
Sei do que estou a falar. Eu próprio fui vitima do último comendador morto. Que arda no inferno ou que se foda no céu. Pouco importa

Maria disse...

Hoje estás mesmo lixada...

:))
Beijoooo

escarlate.due disse...

granadas ANA, granadas!!!

escarlate.due disse...

HERETICO, sorri sorri...

beijo

escarlate.due disse...

e mantenho PAULO! :P

beijo

escarlate.due disse...

fica registado VIP, mas veja se se acalma, não queremos ter de socorrer ninguém aqui

escarlate.due disse...

hoje estou bem disposta MARIA, apesar de tudo :)

beijo

Ana disse...

O Paulo tem razão tu não bates bem!
LOL

Vício disse...

possivelmente vai-te ser exigido que a certidão de óbito seja entregue pessoalmente por ti!

CybeRider disse...

Ainda estou em choque pela observação lá do outro sítio, não tinha reparado que aquilo era político, mas às tantas... Lá iremos... :)))

Aqui sim, há intencionalidade, capacidade crítica, conhecimento de causa, ideologia que se defende com brio. Goste-se ou não -e eu gosto- era assim que se devia falar de política, deixando aos treinadores de plateia isso mesmo, os assuntos de plateia: Fátima, futebol, e outras miudezas.

Tudo o mais é paleio de graça.

Um grande BRAVO! (ler com sotaque francês, por razões históricas) para ti!

escarlate.stanza disse...

Gosto de te ler nestes registos de versão A. lixada! São raros mas fabulosos.

Permite a quem te conhece imaginar a tua postura de aparente tranquilidade e voz serena a espetar a farpa certeira em cada palavra.

Devias usar mais vezes este género.

Beijinhos

escarlate.due disse...

eu ANA??

escarlate.due disse...

não seria a 1ª a ter de ir busca-la pessoalmente VICIO, parece que la para sul é pratica comum

escarlate.due disse...

:) CYBER, calma :)
afinal lá do outro lado também houve intencionalidade só que lhe atribuimos uma outra designação :)

oh Cyber, se há língua que me irrita ter de usar é francês, não consigo gostar nem 1 bocadinho mas obrigada :)

escarlate.due disse...

eu dou-te o lixada STRANZA :)
e afinal em que ficamos? lixados ou fabulosos)

beijinhossssss

Å®t Øf £övë disse...

Escarlate,
Sobem-se impostos, reduzem-se benefícios sociais de quem mais necessita e... passamos a ser conhecidos como os caloteiros da "união europeia" porque não queremos (podemos?) pagar os submarinos... que tanta falta nos fazem...
Beijinhos.

lélé disse...

Todos (menos os coitadinhos dos que já se abotoaram com grande parte do que agora faz cá falta) temos todos os motivos para estar a bater palminhas de contentamento!... E já não há discriminação entre honestos e desonestos, entre gente de qualidade e bardamerdas, enfim, tá mesmo "porreiro, pá!"...

osbandalhos disse...

do artigo de José Manuel dos Santos

Os deuses, cruéis quando não são ausentes, nisto foram bondosos para os homens. Deram aos que têm génio o conhecimento de o terem, mas privaram os medíocres da consciência da sua mediocridade. Por isso os ouvimos dizer tudo o que os mostra nulos e vazios, como se estivessem a dar a solução para o problema e o remédio para o mal. Afinal, no ser isto assim, talvez esteja a prova mais cruel da crueldade dos deuses: recusam a estes cegos a escuridão que lhes revelaria a cegueira, trocando-a por uma luz falsa que lhes falseia os próprios olhos.
...
O mais perturbador nesta crise feita de muitas crises é a estupidez do discurso sobre ela. Essa estupidez manifesta-se sob várias formas. Há a estupidez que fala e a estupidez que faz; a estupidez doutoral e a estupidez analfabeta. Há a estupidez imoral e a estupidez moralista; a estupidez irresponsável e a estupidez grave. Há a estupidez culpada e a estupidez inocente; a estupidez delirante e a estupidez sensata. Há a estupidez enciclopédica e a estupidez especializada; a estupidez juvenil e a estupidez senil. Há a estupidez individual e a estupidez colectiva; a estupidez tola e a estupidez espertalhona. Todos estes tipos de estupidez têm em comum cinco princípios. Primeiro: o que eu digo não importa, o que importa é ser eu a dizê-lo. Segundo: o que eu digo é um íman que repele qualquer partícula de pensamento. Terceiro: o que eu digo é tão estúpido que torna inverosímil que o seja tanto. Quarto: o que eu digo é tão banal que toda a gente pode estar de acordo. Quinto: o que eu digo salva.
...

tst oproprio disse...

pressuponho que tal como eu de momento seja um uma dos 700mil funcionários que comem permanentemente ou em part time da pública manjedoura
se tem carreira e entretém para o fim da sua vida (refiro-me a trabalho ) compreendo que se sinta infeliz
tempos houve em que os funcionários se reformavam aos 70
e geralmente morriam ou antes ou pouco depois
o meu avô teve 19 anos de reforma..

ou nem reforma tinham
trabalhando até ao fim os meus bisavôs reformaram-se aos 92 e aos 106, portanto se tiver reforma e algo de que se reformar daqui a uns anos parabéns...
não sei se lhe fiz o favor de não escrever a vermelho que lhe irrita o fígado!
se fiz foi acidental
se o perturba certas clientelas desfrutarem de maiores porções do bolo do que outros isso parcialmente também mudará
pois há sempre donos e animais de estimação..mesmo que estes últimos falem e votem

escarlate.due disse...

oh se fazem Ůt :)
haja paciência (muitaaaa)
beijinhos :)

escarlate.due disse...

ichhh LÉLÉ parece que ainda estás mais feliz que eu, livraaa

escarlate.due disse...

OSBANDALHOS, "kredooo" até parecias um daqueles politicos que aparecem na tv... eles também falam muito e...

escarlate.due disse...

TSTOPROPRIO, não, eu costumo usar um prato para comer, deixo a manjedoura para os animais.

pois, os meus avós e bisavós tiveram direito a reforma ao fim do tempo legal, mas eles descontaram uma carreira inteira, tal como eu, portanto é normal que tenham usufruido desse direito e seria suposto acontecer-me o mesmo.

e não se preocupe porque dificilmente me irritaria