09/12/08

A mais recente é uma nota da DGRHE aos presidentes dos conselhos executivos lembrando que “aos órgãos de direcção cabe cumprir e fazer cumprir a legalidade nas escolas”, pelo que devem “adoptar todas as providências necessárias ao normal desenvolvimento do processo de avaliação de desempenho e desmentir informações que dêem como suspenso o processo na escola que dirigem”.

daqui


Desculpem lá a pergunta, eu nem tencionava falar dessa polémica, mas... é preciso lembrar isso? Não é essa uma obrigação profissional inerente à competência dos conselhos executivos?

20 comentários:

DANTE disse...

Há que frisar a parte do 'desmentir'...

Jokas escarlate :)

António Sabão disse...

Sem dúvida! :)
Bjs, Escar!

Rei da Lã disse...

É o chamado discurso circular...

escarlate.due disse...

Dante,desculpa mas nem consigo responder-te, só me dá para rir
jokas (desta vez até adiro ao acordo ortográfico dos K )

Não tem dúvidas António?? Olhe a sua sorte :P
bjs

Rei da Lã, circule à sua vontade mas veja lá não fique tonto

Pinto disse...

Concordo contigo Escarlate.. Eles devem ter amnésia para ter se lembrar...

Beijos

francis disse...

embora fazer uma manif ?

escarlate.due disse...

Pinto, será isso?
beijos

Francis, sinta-se à vontade para fazer o que bem entender, não posso é acompanhá-lo porque tenho de trabalhar

Ricardo disse...

Hoje em dia, o que tem logica deixa de ter de um momento para o outro...

Beijo

JC disse...

O facto de se ter de proferir este tipo de discursos e recomendações demontra bem como anda tudo às aranhas no nosso país

escarlate.due disse...

Ricardo, hum... pensei que lógica fosse lógica.
beijo

JC, pois... este país está a precisar de uma ajudinha para melhorar, não está?!

PreDatado disse...

É obrigação de todos cumprirmos a lei. O "desmentir" não me parece que se enquadre no espírito da lei. Acho que Sócrates deve ter lido os discuros de Marcelo Caetano, acho mesmo. E isto que acabei de escrever nada tem a ver com a minha posição neste embróglio todo.

escarlate.uno disse...

Exactamente isso PreDatado, é obrigação de todos cumprir a lei, não obstante o direito de reclamar para que seja alterada.
Quanto ao Sr 1º Ministro, parece-me que se podia ter escusado a esta recomendação ou estará convencido que os cidadãos são uma cambada de mentecaptos?
A minha questão é apenas essa, a do embróglio não quero discutir aqui.

Indie-Go! disse...

Ola! belo blog =D

escarlate.uno disse...

Indie-Go! é que em Lisboa como vê também há coisas boas, é só saber olhar
:P

Miguel disse...

É, mas se os executivos não apoiarem a avaliação é contraproducente estarem a aplica-la :)

Bom resto de semana

DANTE disse...

Ora porra , tavas a rir por causa das jokas n'éra??
essa cena de 'uno' 'due' tá mal pahs! Eu num 'capisco' italiano!! lolololololol

Um abraço capisce!?! ;P

escarlate.uno disse...

Miguel, desculpe mas... quando numa qualquer empresa o director da mesma não concorda com as directrizes do dono ou accionistas da mesma, o que faz? Salvo erro tem algumas opções: ou tenta dialogar com a entidade patronal e entretanto vai cumprindo ou demite-se ou, em última instância, logicamente é demitido porque convenhamos que nem é preciso relembrar-lhe que ele é apenas o director e não o dono da empresa. Será?

escarlate.uno disse...

Oh Dante, italiano é uma língua fácil de aprender e muito alegre :)

Nunca jogou "uno"? Grandes noitadas passei eu a jogá-lo.

abraço

DANTE disse...

Já joguei Uno ás noitadas sim sr!! E até já conduzi um Fiat! Capisce? ;D

Um abraço

escarlate.uno disse...

Também eu! :) Até tive um fiat 127, foi no século passado mas tive! Uno joguei muito depois disso :) capisce? :D
abraço