26/12/08

as coisas que uma pessoa fica a saber no pós natal...

Chegado finalmente o términos dos festejos natalícios, é o momento certo para fazer o balanço.

O puto do 1º andar, recebeu uma bicicleta toda XPTO e à conta disso já tem o nariz esfolado e o pai tem para pagar a reparação do carro do 3º andar.

O rapazinho do 2º andar, ou não gostou da prenda ou nem recebeu nada, já que às 2 da matina estava numa birra que se ouvia pelo país inteiro.

Algures pelo 4º andar, o pai natal deve ter deixado uma aparelhagem ou coisa similar, mas em compensação levou o aparelho auditivo do respectivo presenteado, a avaliar pelo volume em que a dita cuja toca.

No 5º andar o velho barbudo deveria ter deixado uma caixa de neurónios, mas como provavelmente estavam esgotados, optou por mais uma dose de idiotice que me abstenho de descrever porque este blogue censura palavras que não constem nos dicionários infantis.

Pelo 7º andar, cálculo que em todos os sapatinhos - que no caso deviam ser botas de tamanho 45 no mínimo – terão sido deixados enormes pacotes de preservativos ou viagras e eu só espero que o tecto do meu quarto seja de boa qualidade e continue a aguentar-se sem desmoronar.

Aqui pelo 6º andar, temos pensado seriamente qual é a parte da casa que vamos esticar de forma a conseguir encafuar esta tralha toda; mas como nestas alturas pensar não é o nosso forte, provavelmente vai ficar assim mesmo, pelo menos até amanhã ao meio dia, quando recuperarmos da próxima noitada. As gatas, por via das dúvidas, já começaram a economizar no espaço.



Entretanto, esta manhã à varanda, espreitando o contentor do lixo, ficamos a saber que por estes prédios o barrigudo também deixou: máquina de café, batedeira, copos e garrafas q.b., máquina de fazer pão, máquina de barbear, televisores LCD em quantidade considerável, produtos e roupa de variadíssimas marcas e… uma cama! Esta última, dado encontrar-se estatelada no meio do passeio, não entendemos se vinha em mau estado e portanto a mandaram pela varanda ou, simplesmente, não terá resistido aos…


33 comentários:

Pedro Barata disse...

Obrigado pelo comentário. Fica registado o reparo do doce, com a promessa de vires a ter um post dedicado a ti no futuro com base nos doces, ok? ;) Ja tinha uma ideia para fazer isso, agora personalizo ligeiramente... Lol
Espero é que não te queixes!
Beijinhos

PAULO LONTRO disse...

LOL...
Que perspicácia essa de adivinhar as prendas dos vizinhos… hi hi hi …
Pois eu tive um que teve a ideia assassina de dar ao puto uma bateria !!!
E quanto aos vizinhos do lado, e falando de sexo, deve ser Natal todos os dias…..

Marta disse...

Devo dizer que me ri ao ler este seu texto :)
Quanta originalide.
Posso dar-te um conselho? Coloca o link do teu blogue na caixa de correio de cada vizinho, acho que era um presente indicado para cada um... :D
Aproveito para informá-la que no meu blogue há um tango à sua espera.
Beijinho

DANTE disse...

Lol , correu mal por aí já vi
ahahahahahah

Um abraço

Ricardo disse...

Ainda bem que não moras no 3º andar, amiga...
Se não, a esta hora estavas a refazer os teus pedidos ao barbudo! :)

Beijo :)

mfc disse...

Gosto de uma escrita com humor.
Quanto à cama... é uma dúvida que fica.

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Ainda dizem que o pais está em crise!

Anónimo disse...

Perspicácia e humor!
Gostei de ler!
Beijos

Miriamdomar disse...

É caso para dizer que o "Edificio Escarlate" ,portou-se muito bem ao longo do ano e por isso ,foi beneficiado pelo Pai Natal!
Ou terá sido, porque ele , adora a cor escarlate! eheheh;))
Bjs

escarlate.uno disse...

Pedro, eu queixo-me é quando não tenho doces para comer!
abraço

Paulo, acho que a tua reclamação é mais pelo facto da bateria abafar o som do natal dos vizinhos do lado... :P

escarlate.uno disse...

Marta, posso colocar antes o link do teu? assim vejo-me livre deles :P
beijinho

Dante, estás enganado, foi optimo
abraço

escarlate.uno disse...

Ricardo, a esta hora estava era a matar o puto e o pai LOL
abraço

MFC, fca fica! Continua estatelada no passeio

escarlate.uno disse...

£oµ¢o, os PAIS não sei mas o PAÍS parece estar (às vezes) :P

Anónimo, venha para cá viver e em vez de ler passa a sentir na pele :P
abraço

escarlate.uno disse...

Mriam, boa pergunta, porque terá sido?
beijos

Anónimo disse...

...

coisa feia mesmo; andar sempre a "falar" da vida alheia.

irra, que nem no Natal ela dá folga à vizinhança.

ora, enquanto eles davam uso ao viagra aproveitavas e comias rabanadas.

lolololol

:p:p

adoro-te miúda, mesmo louca e tudo.

beijooooooooooo :)

antónio

Teté disse...

Por acaso não passei pelo ecoponto, quando não também ia saber não só as prendas dos vizinhos, como as de todas as redondezas... :)

Mas deitar uma cama para a rua é um bocado demais mesmo!

Beijocas!

escarlate.uno disse...

Anónimo António, ela realmente é um bocado louca, mas antes isso que estúpida e está enganado, não é vida alheia mas a sua própria, portanto devolve-lhe a reclamação ;)
abraço

escarlate.uno disse...

Teté, teriam camas demais? ;)
beijoquinhas

A Teoria do Kaos disse...

Lindo! Post fabuloso!

Abraço e boas festas

Gata Verde disse...

A tua bicharada é linda!!

beijocas e sê muito feliz em 2009

Rafeiro Perfumado disse...

Deste relato topa-se logo que és uma cusca do caraças...

Bom ano, jove!

escarlate.uno disse...

Teoria, não exagere!
Abraço e Boas Festas

escarlate.uno disse...

Gata Verde, feliz 2009 também para ti.
Beijinjos doces

Rafeiro, acha?
Bom ano, abraço

bjecas disse...

Imagino os dois, de aparelhos daqueles à 007, a 'ouvir o prédio' e a rirem que nem loucos...

A cama era a do 7ª de certeza. Aconteceu-me o mesmo, mas por razões diversas. É pena...

\m/

escarlate.due disse...

a rir sim, os aparelhos nem precisamos :D

querem ver que foste tu quem mandou a cama pela janela...

GONIO disse...

Que natal animado na tua zona.... :) Espero que o pai natal também tenha sido generoso contigo!
Bjo

escarlate.due disse...

Todos os anos o pai natal foi muito generoso comigo, Gonio, é por isso mesmo que ainda aqui estou :)

beijinhos for you

Anónimo disse...

Ouvir os vizinhos e ver-lhes o lixo. O sonho de uma vida. Viva a cultura tuga.

Salto-Alto disse...

LOOOOL! Muito bom! Eu moro num prédio e não consegui saber o que os outros receberam! :)

Beijinhos!

escarlate.uno disse...

carissimo Anonimo, caso não tenha ainda percebido por aqui, felizmente ninguém é cego nem surdo e nem estúpido, logo, é inevitavel perceber o que se passa em redor.

já agora a si, que lhe deu o pai natal? educação não foi de certeza que já demonstrou não ter e cultura também não, ou dedicaria o seu tempo a escrever alguma coisa de jeito... talvez tenha sido COLTURA, boa prenda, combina bem consigo. No próximo natal peça-lhe uma cama mas com recheio; diz a medicina tuga que a terapia costuma resultar no seu tipo de frustração.

tenha um bom ano, Anonimo

escarlate.uno disse...

Salto-Alto, fica então provado que as paredes do seu prédio estão melhor construidas que a do meu :)

bom ano e beijinhos

Anónimo disse...

:) Nem todas podemos ter a tua educação, nem escrever coisas de jeito, como tu, nem a tua cultura, nem a curiosidade de analisar atentamente o lixo para, através dele, imaginar a vida dos outros. Por tudo isso não é de estranhar que nos possamos sentir frustradas. Inveja do pénis? Esse Freud...

escarlate.uno disse...

Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose