25/02/09

sexo? paixão? amor? ... who cares?!...

Olhou-a, com o mesmo olhar fixo e penetrante com que fitara todas as mulheres que de alguma forma lhe atravessaram a vida. Poisando o copo puxou-a a si, com o mesmo fulgor dos seus vinte anos, o mesmo abraço decidido. Na boca que se lhe oferecia, afogou o sabor da bebida e ateou o desejo.

As mãos despiram-na da pele artificial e escorregaram-lhe pelo cetim por descobrir. Aveludado. Perfumado.

Deslumbrado na visão consentida, deixou-se resvalar, saboreando o odor da paixão desperta. Aqui e além, poisou os lábios num deliciar de ternura e volúpia, sugando o doce calor, até se aconchegar por entre coxas inebriantes, num túnel por desbravar. Húmido. Como húmido sentiu o mais íntimo de si mesmo, acariciado por vermelhos lábios sedentos.

A música de fundo deixou de se ouvir, trocada por sumidos sons, palavras sussurradas, frases entrecortadas. Nos movimentos inventados e reinventados aqueceram-se, abrasaram-se, como quem ateia lareira em noite de inverno e quando o sangue lhes fervia, o cérebro os abandonava, permitiram-se voar na explosão corporal, até se prostrarem exaustos nos alvos lençóis em que se tomaram.

Sem juras, sem distorcidas promessas, sem escusadas explicações, seguiram o rumo da vida que escolheram ou que, para cada um, estaria traçada. Sexo? Paixão? Amor? Who cares?! No ar… tão-somente, o perfume duma pele macia, a perpetuar a magia dum só momento.


42 comentários:

Salto-Alto disse...

Who cares mesmo! às vezes preocupamo-nos demais e isso impede o nosso divertimento. Se bem que eu pondero sempre tudo q.b. ;p

Sandra disse...

alavras bem escolhidas mesmo... Who cares! Sou como a Salto-Alto, ponderada sempre. Mas que pensar demais em certas coisas nos impede de viver outras, lá isso é verdade ;)

Teté disse...

Que interessa como se apelidam esses momentos? Neles, as palavras pouco importam... :)*

Beijocas!

Paulo disse...

Escaldante!
Gosto deste teu estilo!
beijos miúda

lélé disse...

E dizes que não gostas de poesia?!...

Está muito bonito.

A atitude tem o seu tempo. A certa altura, "who cares?" não basta. Deseja-se, mas receia-se... Assusta...

vício disse...

sem duvida! que interessa um nome dado por uma palavra que não exprime tão bem o momento quanto um gesto?

inês disse...

palavras para k?

osbandalhos disse...

A magia é o perfume e não o momento. Como se explicava num filme: o erotismo é a erecção, não a ejaculação.

escarlate.due disse...

preocuparmo-nos parece-me uma boa opção, Saltinho, desde que isso não seja impedimento a viver

escarlate.due disse...

convém que a ponderação tenha o peso certo, não é, Sandra :)

escarlate.due disse...

existem sempre momentos em que as palavras não importam, Teté
beijocas

escarlate.due disse...

essa dos "estilos" já começa a ser paranóia Paulo
lol

escarlate.due disse...

nunca disse que não gosto de poesia Lelé. Disse e repito que não sou fã, provavelmente pela minha dificuldade em entendê-la

quanto ao tempo... há sempre um tempo certo para tudo :)

escarlate.due disse...

a mim não interessa nada, Vicio, porque sou de opinião que nem tudo na vida tem de ter nome ou explicação

escarlate.due disse...

para escrever posts, Inês :)

escarlate.due disse...

na minha vida que é real e não ficção, quem decide onde está o perfume, o erotismo ou o quer que seja, sou eu e não um realizador cinematográfico, Osbandalhos.

cassamia disse...

lindo lindo lindo!!!!

shark disse...

Que horror...
Assim do tipo toca-e-foge?
Que escândalo, Escarlate Maria!

escarlate.due disse...

lindo, Cassamia? o momento? hum... pressuponho que seja sempre :)

escarlate.due disse...

oh Shark, não o sabia tão fácil de escandalizar :P
mas afinal quem é que fugiu??


ao contrário de não sei quantos por cento das mulheres portuguesas... não sou Maria!!!!

Dias disse...

Viveram... o resto são as contranaturices morais e sociais!

Dos verbos, senti-os :)

Um perto de mão...

António Sabão disse...

Deste gostei especialmente!(então era este?) :)

Beijinhos, Escarlate!

escarlate.due disse...

eheh engraçada essa das "contranaturices" :)
um perto também para ti, Dias

escarlate.due disse...

era este? hum... seria, António?
:)
beijinhos

francis disse...

who cares...

escarlate.due disse...

:) who cares, Francis?! :)

Jota disse...

That's the truth! Who cares!

Kiss kiss

Sam disse...

Ai...que boas recordações que me trouxeste agora!
Beijo doce e bom fim de coiso amiga!

escarlate.due disse...

:)
who cares, Jota
:)
kiss kiss and kiss

escarlate.due disse...

só trago coisas boas, Sam, já devia saber isso! :)
bom fim de coiso e bom início também

Miriamdomar disse...

Eu também fiquei deslumbrada na visão consentida e deixei-me resvalar pelo poder da imaginação!
Belo texto!:)
Bom fim de semana

Å®t Øf £övë disse...

escarlate,
Who cares... até porque já diz o velho ditado que o Natal é quando o homem quiser, por isso resolvi vestir a máscara de um palhacito mãos largas e oferecer-te [isto]... Espero que gostes...

:)

Beijinho.

Anónimo disse...

Fodia-te toda!

Armindo Guimarães disse...

Ena, pá!

Belo conto a juntar a tantos outros que aqui tenho lido.

Para quando o livro?

Abraços e bom fim de semana

escarlate.due disse...

é esse um dos encantos da leitura (e da escrita também), Miriam
bom fim de semana :)

escarlate.due disse...

sabes o que penso sobre essas coisas, não sabes, Å®t?! Então obrigada , vou guardar mas não exibir. E quando te doer algum dente chama que eu dou-lhes uso
lol
beijinhos

escarlate.due disse...

carissimo Anónimo, entendo que esteja carente e desde os tempos da pré história não consiga pôr as mãozinhas em cima de um corpo que valha a pena. mas como dizia a minha sábia avó: cada um tem o que merece.

já agora, aproveite e compre um GPS novo para não voltar a bater na porta errada.

escarlate.due disse...

para uma qualquer outra encarnação , Armindo, porque nesta não faz parte dos planos :)
abraço e obrigada :)

heretico disse...

inocentes e puros.
assim deve(ria)ser...

gostei, claro!

bjecas disse...

Valente queca, portanto.

Jocas pá

\m/

escarlate.due disse...

:)
Heretico
beijo

escarlate.due disse...

tinhas de largar uma bacorada
é superior à tua vontade, não é?! :D